FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco

FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco
Em busca da equidade

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Mulheres do Ceará com Dilma na Vigília #LulaLivre


CURITIBA #LulaLivre

14/06/2018 – 70 Dias de RESISTÊNCIA
Eu (Alexandrina), Cecília e Simone chegamos à Curitiba as 14h e seguimos para o Hotel Estância Santa Cruz onde éramos aguardadas por Irmã Cleide que chegara 2 horas antes. Após o check-in rumamos para a Vigília Lula Livre nas imediações da Polícia Federal que ficava a 4 km do hotel.
A coordenação da Vigília Lula Livre (majoritariamente composta por mulheres) nos acolheu afetuosamente. Estávamos receosas pois no dia anterior a Vigília Lula Livre havia sido atacada por indivíduos de extrema direita gerando tensão.
A empatia foi imediata. Nos sentimos parte da Vigília e fizemos alguns registros fotográficos na Praça Olga Benário.

As companheiras Nazaré e Nilse chegaram em outro voo e também se dirigiram para a Vigília Lula Livre após o check-in.
O “BOA NOITE COMPANHEIRO LULA” foi puxado pela CUT através de Vagner Freitas. Nos links abaixo temos os registros da CUT e do Midia Ninja.

Conforme acordado, a partir das 19h a Vigília silencia para não perturbar o sossego dos moradores.
Ciceroneadas por Athená Armstrong companheira curitibana que nos indicou e acompanhou ao Restaurante “O Fornari” comemoramos os 04 anos de Mulheres do Ceará com Dilma.
Athená nos ajudou inclusive na busca por transporte tendo em vista que somente eu estava com o aplicativo no celular.



 15/06/2018 – 71 Dias de RESISTÊNCIA

Acordamos cedo, tomamos café no Hotel Estância Santa Cruz e partimos para a Vigília Lula Livre. Negociamos com o motorista e ele retornou ao hotel para levar as outras companheiras.
  
O BOM DIA LULA foi com a Caravana do MST do Rio Grande do Sul que se despedia e entregou uma arte de fuxico que deveria ser concluída pela Caravana do MST de Santa Catarina que havia chegado e estava se cadastrando na Vigília Lula Livre. Depois de concluída a arte será entregue ao presidente LULA. 
São 71 dias de resistência. A Caravana do MST/RS se despedindo depois de 15 dias na resistência e a Caravana do MST/SC chegando. Bom dia presidente Lula em live de Ricardo Stucker na página de Lula.
Após o BOM DIA LULA fomos visitar o Acampamento Mariza Letícia com a companheirada de Mato Grosso do Sul que viajou por 18 horas para fortalecer a Vigília Lula Livre e o Acampamento Mariza Letícia pela segunda vez. Companheiro Danilo foi nosso guia e companheiro na ida e volta ao acampamento.
Conversamos com Edna e Edson Dka (Pessoas), os responsáveis pelo Acampamento Mariza Letícia e participamos de uma roda de conversa transmitida ao vivo pela página do Acampamento.
  

Edson Dka (Pessoas) fez uma gravação de vídeo com nosso grupo no Jardim do Acampamento.
Na volta para a Vigília passamos na calçada da Polícia Federal. Muito revoltante nosso amado Lula encarcerado injustamente e nós impotentes.
De volta a Vigília Lula Livre, almoçamos, Irmã Cleide trabalhou na cozinha, lavamos pratos e fomos providenciar a impressão da Carta que seria entregue com a Colcha.


Nilze deu entrevista na Casa da Comunicação. Houve um engano de minha parte e perdemos o BOA TARDE (acontece as 14:30 e eu informei que era as 16h).
Temperatura de 8° em Curitiba. Tarde fria, chuvosa, mas repleta de solidariedade e apoio ao nosso amado Lula. Na Barraca da Comunicação João Belo fez uma intervenção literária com moda de viola e poesias e leitura. Nazaré pede que leia o artigo da companheira Inês Duarte.
Roda de conversa “UBM e a luta por Lula Livre” com Maria Isabel Correia, presidenta da UBM/PR. Confesso que não consegui prestar atenção. O frio me deixou meio desligada.
Moradores da região norte de Curitiba, pessoas do Bairro Santa Cândida, Boa Vista, São Lourenço, Bacacheri, Abranches, Atuba e Barreirinha, leram manifesto de apoio à Vigília Lula Livre e uma mensagem do cineasta Silvio Tendler.
Após o Manifesto dos moradores o tradicional Ato “Luzes para Lula” que tradicionalmente ilumina a praça Olga Benário com velas no começo das noites de sextas-feiras foi iniciado. Pegamos os copinhos com velas acesas e levantamos alto.
LUZES PARA LULA! E passamos ao BOA NOITE desse dia frio mas de luta aquecida!
O jantar foi na padaria AQUARIUS no centro.

16/06/2018 – 72 Dias de RESISTÊNCIA
Acordamos eufóricas, estávamos na programação oficial do evento. O BOM DIA LULA, estava sob nossa voz! 

 
Chegamos debaixo de chuva, aos poucos as pessoas foram se aproximando e a chuva cedendo. Nazaré fez uma leitura emocionada da Carta escrita por Nilze em nome das Mulheres do Ceará com Dilma! Momento ímpar! Acho que a chuva chorou por nós a dor da injustiça que vitima o nosso preso político Luiz Inácio LULA da Silva. Muita emoção!

A plenos pulmões gritamos nosso BOM DIA COMPANHEIRO LULA!
Gravamos um vídeo com a equipe de comunicação da Vigília Lula Livre.
 Felizes e realizadas com Missão Cumprida (as plaquinhas fizeram o maior sucesso), resolvemos fazer um City Tour por Curitiba. Eu particularmente não conhecia a cidade e queria passear um pouco. Seguimos para o Jardim Botânico onde iniciaria nosso tour.

Do Jardim Botânico pegamos o ônibus que faz a linha turismo percorrendo 25 pontos turísticos da cidade. Descemos no Mercado Municipal onde almoçamos e encontramos nossa anfitriã Athená que foi ao nosso encontro.


 Quando nos preparávamos para seguir na linha turismo, Nazaré recebe uma mensagem da coordenação da Vigília para gravarmos um vídeo com Ricardo Stucker para a página de Lula.
Athená nos acompanhou e embarcamos no ônibus de turismo fazendo apenas duas paradas e depois seguir para a Vigília Lula Livre.
Breve parada no Museu Oscar Niemeyer
Mais uma parada, dessa vez na Ópera de Arame.

 Retornamos para a Vigília e gravamos o vídeo para a página de Lula.
Coletivo feminista do Ceará lê carta a Lula na Vigília Lula Livre


O BOA NOITE foi com a Caravana do PT/SP. Apesar da temperatura baixa os apoiadores do companheiro LULA firmes na praça Olga Benário.

Linda Mística com a música Asa Branca. Muita emoção!!!
Nos dirigimos para o Hotel onde jantamos e fomos preparar as bagagens para voltar pra Fortaleza.
Eu (Alexandrina), Nazaré e Nilze voltamos cedinho. Cecília e Simone no final da tarde.
Irmã Cleide permanece na Vigília Lula Livre nos representando!

Invadida pelo sentimento de gratidão as companheiras que viabilizaram minha participação nessa Caravana histórica colaborando com minha passagem. Grata as companheiras que dividiram esses dias inesquecíveis em Curitiba, grata a Athená que nos apoiou e orientou e que inclusive está hospedando Irmã Cleide por 09 dias e grata a coordenação da resistência democrática que com acolhimento e afeto tem suportado com bravura e altivez essa luta.
Muito Obrigada!!!
#LulaValeaLuta
#LulaLivre
#LulaInocente
#LulaPresidente
Mulheres do Ceará com Dilma visitam Acampamento #LulaLivre

Alexandrina Mota – Integrante do “Mulheres do Ceará com Dilma” é Coordenadora do Fórum de Mulheres no Fisco – FMFi e Diretora da Casa de Amizade Brasil-Cuba do Ceará


quinta-feira, 7 de junho de 2018

FMFi nas Eleições do SINTAF/CE - 2018


 

Participantes do FMFi candidatas na Eleição do SINTAF
Ana Maria Cunha 

DELEGADAS SINDICAIS ELEITAS
Ana Maria Ferreira da Cunha | Corex - Call Center: 77
Maria Iara Henrique Palácio | P.F. Crato: 72
Yvelise Benzi Sales | CESEC Setorial Couros, Calçados e Bebidas: 62
Zenilse Felix Rebouças | P.F. Correios: 46
Maria Cacilda Ferreira Lima | Cexat Iguatu: 41
Rita Maria Franco Nogueira | Aposentados: 38
Maria Sônia Gomes do Nascimento | Corex - Call Center: 33
 .......
Neste dia 12 de junho, servidoras fazendárias e fazendários participaram da eleição do SINTAF - elegendo nova Diretoria, Conselho Fiscal e Conselho Sindical para o triênio 2018-2021.
Apostando na importância da participação da base para fortalecer a luta sindical e política, o Fórum de Mulheres no Fisco louva a presença das mulheres fazendárias candidatas a delegadas sindicais. Dentre as candidatas para compor o novo Conselho sindical, três companheiras participantes efetivas deste Fórum:

Ana Maria Cunha (COREX – Call Center)
Sônia Gomes (COREX- Call Center)
Zenilse Rebouças (Posto Fiscal dos Correios)


FMFi parabeniza as três companheiras, todas eleitas!

Sônia Gomes e Zenilse Rebouças
Outras valorosas companheiras candidatas à delegada sindical: Maria José Galdino do Vale (Aposentada), Rita Maria Franco Nogueira (Aposentada), Maria Zilnice de Araújo (Aposentada), Elieuda Oliveira do Nascimento (ASCOM), Yvelise Benzi Sales (CESEC), Ediana Torres de Vasconcelos (CEXAT Itapipoca), Maria Laenes de Freitas Rodrigues (CEXAT Russas), Maria Cacilda Ferreira (CEXAT  Iguatu), Elvira Rosa Guimarães Palmerio (P. F. Aracati), Veridiana Paula de Meneses Costa (P. F. Correios), Maria Iara Henrique Palácio (P. F. Crato) e Maria Gorette Carvalho Aragão (P.F. Mucuripe).
As Eleições Sindicais no Sintaf acontecem no dia 12 de junho, no período das 8h às 20h, por meio de votação eletrônica. Para votar, cada filiado deverá acessar a Área Restrita do site do Sintaf (www.sintafce.org.br), que disponibilizará o sistema de votação no dia das eleições.

Conheça o programa da chapa "Unidos para conquistar"


SOLIDARIEDADE COM A LUTA GERAL DA CLASSE TRABALHADORA
·         Fortalecer o Fórum de Mulheres no Fisco (FMFi);


A T E N Ç Ã O:


Posição do Fórum de Mulheres - FMFi:

Golpistas, Racistas, Sexistas, Fascistas, Machistas, não passarão!
Não ao voto em ‘golpista’, FMFi reafirma seu compromisso pela Democracia!

“(...) A violência baseada no gênero, não importando a forma como se apresenta, é uma violação dos direitos humanos passível de condenação por todos os estados-parte da Declaração de Genebra. O Brasil como signatário dessa declaração, obriga-se a cumpri-la e sua política nacional deve ser pautada pelos seus fundamentos.
Portanto, o FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco conclama toda a sociedade a repudiar toda e qualquer atitude, machista, homofóbica e preconceituosa que ponha em risco a harmonia entre homens e mulheres, independente de etnia, classe social ou condição.”


#LulaLivre  #LulaValeALuta  #VoltaDilma


FMFi – Fórum de Mulheres no Fisco

Em busca da equidade e na Luta pela Democracia!






segunda-feira, 14 de maio de 2018

DEMOCRACIA E FASCISMO – com Márcia Tiburi


"Barrar o ódio disseminado na sociedade, contra as mulheres, os negros e a classe trabalhadora."

Marcia Tiburi estará em Fortaleza para palestra sobre democracia e fascismo, quarta, 16/5/2018, no IFCE. Debate aberto ao público em geral, com entrada franca.
A professora de Filosofia, artista visual e escritora Marcia Tiburi vem a Fortaleza quarta-feira, 16/5, para realizar a Palestra "Democracia e Fascismo - Desafios e Perspectivas para o Brasil". O evento é aberto ao público em geral, com entrada franca, e acontece a partir das 18h30, no Auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), na Av. Treze de Maio, 2081, Benfica.
A atividade é fruto de parceria entre o Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE), o Conselho Regional de Serviço Social da 3ª Região/CE (CRESS) e a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce). Na oportunidade, também será realizado o lançamento da IX Marcha dos Servidores Municipais do Ceará, que este ano tem como tema "Em defesa da democracia e dos serviços públicos frente à criminalização dos que lutam". A marcha também contará com participação de servidores do IFCE, unindo trabalhadores e trabalhadoras municipais e federais.
Marcia Tiburi
Autora de obras como "Como conversar com um fascista" e "Ridículo Político - Uma investigação sobre o risível, a manipulação da imagem e o esteticamente correto", Marcia Tiburi disseca os personagens e as manifestações contemporâneas.
Nos livros, a escritora faz reflexões sobre o cotidiano autoritário brasileiro, com o crescimento do discurso fascista, e expõe a cadeia de fenômenos que, na sua visão, colocam a democracia em risco.
A filósofa tem percorrido o País também criticando os episódios que levaram à retirada de Dilma Rousseff do poder e colocando-se contra os retrocessos promovidos pelo governo Temer. Em suas manifestações, discorre sobre a necessidade de "barrar o ódio disseminado na sociedade", contra as mulheres, os negros e a classe trabalhadora.
Marcia se juntou ainda ao grupo de intelectuais brasileiros que têm repudiado a prisão do ex-presidente Lula, desde o dia 7 de abril, em Curitiba (PR). “A sua prisão vai ser um ato de violência radical à Constituição e ao sentido do Direito e da Justiça. Vamos pensar na presunção de inocência, porque hoje é Lula e amanhã pode ser você”, disse ela em ato em São Bernardo do Campo na véspera da detenção do petista.

SERVIÇO:
Palestra: "Democracia e Fascismo - Desafios e Perspectivas para o Brasil", com Márcia Tiburi. Quando: quarta-feira, 16/5, às 18h30. Onde: Auditório do IFCE  -Av. Treze de Maio, 2081, Benfica – Fortaleza/CE.
Debate aberto ao público em geral, com entrada franca. Realização: SINDSIFCE, Fetamnce e Cress.

terça-feira, 6 de março de 2018

Março Lilás - 2018

 Roda de Conversa
Roda de Conversa com Mulheres da Comunidade

Vivência e Arte
Mulheres no Fisco do Março Lilás

O Fórum de Mulheres no Fisco coordenou uma Roda de Conversas com mulheres da comunidade do entorno do InsTI - Instituto Tonny Ítalo, localizado no Bairro Barrocão, na cidade metropolitana de Fortaleza, Itaitinga/CE. Atividade integrou e deu início a encontro mensal na instituição, reflexionando com médicos, homens e mulheres habitantes da comunidade, e mulheres do FMFi, trazendo em sua abordagem a temática do Março Lilás – Mês da Mulher! Na sequência, uma vivência coordenada pelas “Queridinhas”, com Oficina criativa de arte bijuteria. 
Coordenado pelo Grupo Eu Sou, seguiu a prece alusiva à Quaresma Cristã. Cestas de Alimentos (proveniente das doações), finalizando com lanche fraterno solidário.

 

"gratidão ao FMFi e ao InsTI pelo convite e às mulheres participantes que me ensinaram a ser um ser mais humano, mais solidário e menos machista." João Almeida, médico que participou da Roda de Conversa
“Ontem (sábado, 24 de março), eu tive imensa alegria de conhecer um espaço que transborda coletividade e solidariedade – o Instituto Tonny Ítalo, enraizado num bairro pobre de Itatinga/CE, um lugar cheio de gente, de frutas e sementes, de histórias diferentes, de vontades e ações consequentes. Lá onde o tempo não para, nos juntamos – comunidade e movimentos populares organizados (mulheres, homens, crianças, o movimento FMFi- Fórum de Mulheres no Fisco e a Rede Nacional de Médicas/os Populares ) -  aconteceu uma roda de conversa resgatando e reflexionando sobre o verdadeiro sentido do  ´´8 de março``, data que homenageia as  Mulheres do mundo inteiro. Data historicamente construída com sangue feminista.  As mulheres da Comunidade do Barrocão contaram como é seu dia-dia, a luta e a resistência para se manterem de pé a margem da sociedade. Aprendi e me emocionei com as falas. Recordo que uma destas lutadoras anônima foi bastante intensa nas suas colocações sobre o machismo vivenciado por ela dentro e fora de casa. E outra mulher também mexeu com os sentimentos, quando contou como estava resistindo firmemente à perda do seu companheiro assassinado a tiros perto de sua casa- “eu sonhei e ele me disse que está feliz”. Com tamanha força, unidade e prática sentida nas suas palavras as companheiras do FMFi enriqueceram ainda mais a roda com dados históricos e atuais das lutas das mulheres contra o machismo e o capitalismo pelo mundo. Informaram que nos dias de hoje as mulheres tem média de escolaridade maior que a dos homens. Mas por outro lado a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres ainda está longe do ideal. Citaram outras conquistas como o voto feminino em 1932 no Brasil. Lembro que, 78 anos depois, Dilma Rousseff foi eleita a primeira presidente do país e que em 2016 uma burguesia machista e entreguista a arrancaram do cargo e feriram violentamente a nossa democracia. Lei Maria da Penha, a farmacêutica cearense Maria da Penha Maia Fernandes exigiu na justiça que seu agressor fosse condenado. Sua luta virou modelo para a Lei 11.340 que aumentou o rigor nas punições para violência doméstica ou familiar no Brasil. Se conhecem mais escritores mulheres como Rachel de Queiroz, por exemplo.
Enfim, gratidão ao FMFi e ao InsTI pelo convite e às mulheres participantes que me ensinaram a ser um ser mais humano, mais solidário e menos machista.
Viva a FMFi! Viva as Mulheres do Barrocão! Viva a luta internacional das Mulheres!”

_Depoimento de João Almeida, médico que esteve na Roda de Conversa promovido pelo FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco no InsTI – Instituto Tonny Ítalo
FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco em Luta com o Povo:
 Vamos às ruas!
FMFi na Praça e na Marcha dia 8 de Março
 FMFi assina a carta a representantes de governo do Estado do Ceará e capital Fortaleza
FMFi contra o Golpe - 8 de Março
CARTA DOS MOVIMENTOS FEMINISTAS E DE MULHERES DO CEARÁ AO GOVERNADOR DO ESTADO, À ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO CEARÁ, AO PREFEITO DE FORTALEZA E À CÂMARA MUNICIPAL DE FORTALEZA 
(_leia Carta na íntegra no final da matéria)


“Nunca se esqueça que basta uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados. Esses direitos não são permanentes. Você terá que manter-se vigilante durante toda a sua vida”. Simone de Beauvoir
Praça da Bandeira
Tema da mobilização da #ConstruçãoColetiva
Praça da Bandeira
Pela Vida das Mulheres! Pelo fim da violência e do feminicídio! Em defesa da Democracia! Contra o golpe e a intervenção militar! Contra a Reforma da Previdência!

Março - O Dia Internacional da Mulher (8), bem como todo o Março Lilás é de grande importância em sua Pauta e Agenda
Praça da Bandeira

País vive um grave momento de Golpe e avanço nas retiradas de direitos e ataques à categoria trabalhadora, sendo assim, a
Coordenação do Fórum opta por estar em Luta com o Povo: Vamos às ruas!

Abaixo, disponibilizaremos alguns eventos a que nos juntaremos no Ceará e Brasil para fortalecer a causa

Marcha das Mulheres
| FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco
Dia Internacional da Mulher
| 8 de Março – às 8h
Concentração: Praça da Bandeira - Fortaleza/Ceará

| FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco em Luta com o Povo por equidade e democracia!
 Vamos às ruas!
Faculdade de Direito (UFC) - Praça da Bandeira
Pela Vida das Mulheres! Pelo fim da violência e do feminicídio! Em defesa da Democracia! Contra o golpe e a intervenção militar! Contra a Reforma da Previdência!


Praça da Bandeira -
Mulheres do Ceará com Dilma e Mulheres no Fisco


8 de Março: Dia Internacional de Luta das Mulheres!
Marcha das Mulheres
Há mais de cem anos (1917), este dia tornou-se um importante marco de reivindicação e resistência para nós mulheres que saímos nas ruas para defender nossos direitos.

Marcha das Mulheres
A origem socialista do dia 8 de Março:
https://pcb.org.br/portal2/13763/a-origem-socialista-do-dia-08-de-marco

Marcha das Mulheres
“O Oito de Março é o dia que comemora a história de luta das mulheres em todo o mundo, uma luta por dignidade, igualdade de direitos e salários, e também por uma sociedade justa e igualitária.
Marcha das Mulheres
Neste ano, o Golpe em curso no Brasil vem refletindo tragicamente na democracia do país como também na vida das mulheres.


Governo golpista (Temer) congela investimentos em educação e saúde por 20 anos, aprova a Reforma Trabalhista e tenta a todo custo aprovar a reforma da previdência.  O grande capital, setores do judiciário, e as grandes corporações da mídia, em especial a Rede Globo (em conjunto), vêm expressando um verdadeiro retrocesso sobre os nossos direitos duramente conquistados. Através do judiciário, caminham processos que protegem os ricos e criminalizam os pobres. Crescem as prisões políticas como forma de criminalizar as lideranças populares, a exemplo daqueles que lutam pelo direito à terra. Bem como é nítida a tentativa de inviabilizar a candidatura do ex-presidente Lula, com uma condenação sem provas.
Marcha das Mulheres
Aumento do conservadorismo com medidas que retiram direitos das mulheres, extinção de políticas públicas de combate à violência, além de representar um verdadeiro atraso no país repercute no aumento da violência contra a mulher.

Em nosso Estado, grande é o aumento do número de mulheres assassinadas e de mulheres que enterram suas/seus filhas/filhos e têm suas vidas interrompidas na “guerra às drogas”, sem esquecer o controle das facções.

Precisamos questionar e lutar pra mudar esta realidade!
Por isso, nós mulheres do FMFi, nos juntamos às mulheres da Frente Brasil Popular (FBP) e estamos nas ruas em todo País, em marcha convocando todas e todos a se somarem nesta luta em defesa da democracia, pela vida das mulheres, denunciando o machismo, o feminicídio, o racismo, a lgbtfobia e as desigualdades que vêm se aprofundando no atual contexto de Golpe contra a classe trabalhadora.
Fórum de Mulheres ao vivo na life do vereador Guilherme Sampaio
DEFENDEMOS:
·        Políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher!
·        A revogação da reforma trabalhista!
·        Soberania energética e alimentar!
·        O direito de Lula ser candidato
·        O direito ao aborto legal e seguro!
·        Reforma agrária e urbana popular!
 Praça da Bandeira
DENUNCIAMOS E SOMOS CONTRA:
·        Toda forma de violação de direitos!
·        A intervenção militar no rio de Janeiro e a guerra às drogas!
·        O racismo e extermínio da juventude negra!
·        A reforma da Previdência!
·        O neoliberalismo que reforça o poder do patriarcado, o controle sobre nossas vidas e mercantilização dos nossos corpos!
  
Somente numa sociedade sem exploração, a sociedade socialista, mulheres e homens poderão se emancipar de todas as opressões e da dominação de classe, gênero e raça/etnia

Mulheres e Homens em luta por equidade e democracia
| FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco em Luta com o Povo por equidade e democracia!
 

#ConstruçãoColetiva
Praça da Justiça - antiga Praça do BNB


Vídeo no Canal do FMFi flagra, momento em que a Marcha de Mulheres saía da Praça da Bandeira em direção às ruas do Centro de Fortaleza para a Praça da Justiça, a intolerância de um motorista (sexo masculino) que saiu do carro pra gritar contra nós e a dizer palavras de ‘ordem’ por Bolsonaro...

| 24Ciranda das Mulheres: Roda de conversas e palestras com Mulheres da comunidade
Hora: 16h
Local: Sede do InsTI – Instituto Tonny Ítalo 

AGENDA MULHERES DO CEARÁ EM LUTA - FBP

03 – Palestra: Pelo direito à aposentadoria e em defesa da democracia
Hora: 8h
Local: Sede do Sindicato dos Bancários

03 – Feijoada Feminista MMA
Hora: 12h
Local: Avenida da Universidade, 2432

05 – Mulheres do PT em Movimento pelo Dia Internacional da Mulher
Hora: 15h
Local: Sede do PT Ceará

06 - Mês da Mulher no TJA: Roda de Conversa "Mulher e Arte"
       (com várias representantes da arte e cultura cearense)
Hora: 14h
Local: Theatro José de Alencar (FOYER do TJA)
_Imagem: TJA oficial

“SEJAMOS NEGRAS METIDAS!”
Isaíra Silvino
_Isaíra Silvino: TJA oficial
Mês da Mulher no TJA: Roda de Conversa "Mulher e Arte" aconteceu nesta terça (6), com várias representantes da arte e cultura cearense
O Theatro José de Alencar (TJA), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (SECULT) realiza neste mês o “Março Mulher & Arte", com diversas ações ao longo do mês, para celebrar o Dia Internacional da Mulher - 8 de Março. Entre as atividades esteve a conversa “Mulher & Arte”, com várias representantes da arte e cultura do Estado, que aconteceu nesta terça-feira (6), à tarde, no FOYER do TJA. 
 “Temos muito o que construir; não quero saber de desconstrução” Isaíra Silvino

_Imagem: TJA oficial
“Sejamos negras metidas!”, fala da maestrina nos remete ao Março Lilás 2017. Matéria completa no link 
Isaíra fazia referência à sua infância/adolescência. Quando se referiam a ela como “negra metida”. Por ousar atuar nos espaços que predominavam o “homem branco”.
_Imagem: TJA oficial


A atividade objetivou discutir o papel da mulher na sociedade, apresentando a força do seu trabalho na área cultural, exaltando suas obras e conquistas. Na ocasião, estiveram presentes Suzete Nunes - produtora, gestora Cultural e secretária Adjunta da Cultura do Estado do Ceará; Izaira Silvino - cantora, compositora, professora, instrumentista e coralista; Graça Freitas - atriz, diretora de teatro e produtora do grupo Formosura de teatro; Anália Timbó - bailarina, coreógrafa, pedagoga, professora de dança e fundadora da Associação Vidança Cia de Danças do Ceará; Nely Rosa - fotógrafa e proprietária da Galeria Mestre Rosa; e Kelly Brown, ativista e produtora do grupo de Rap Gangsta, Raciocínio Cotidiano. Além de representantes de movimentos sociais e de mulheres. Pelo FMFi – Fóum de Mulheres no Fisco, esteve presente a coordenadora Gláucia Lima.
Após a Roda de Conversa a Fundação Amigos do TJA promoveu uma projeção de Fotografia do movimento Mulheres da Imagem do Ceará no nosso Café Iracema.
Lucas Jr. e Gláucia Lima (InsTI-Instituto Tonny Ítalo e
FMFi – Fórum de Mulheres no Fisco)
Confira a programação completa do mês de Março no TJA pelo site: www.secult.ce.gov.br


08 – Ato Dia Internacional da Mulher

08 – Ato Dia Internacional da Mulher
Hora: 8h
Local: Praça da Bandeira - Fortaleza

08 – Roda de conversa: Mulher, Direitos e Mídia
Hora: 19h
Local: Sede do Sindjorce

13 – Roda de conversa: Todo feminismo é necessário
Hora: 19h
Local: Sede do Sindjorce

16 – Assembleia Mundial das Mulheres
Hora: 9h
Local: Salvador – BA

22 – Roda de conversa: Desafios da mulher negra no Brasil
Hora: 19h
Local: Sede do Sindjorce

24 – Ciranda das Mulheres: Roda de conversas e palestras com Mulheres da comunidade
Hora: 16h
Local: Sede do InsTI – Instituto Tonny Ítalo

23 – Homenagem às mulheres fundadoras do Sintsef
Hora: 15h
Local: Sede do Sintsef

29 – Roda de conversa: Ciberativismo Feminista e o ódio na Internet
Hora: 19h
Local: Sede do Sindjorce



A T E N Ç Ã O:


Posição do Fórum de Mulheres - FMFi:

Golpistas, Racistas, Sexistas, Fascistas, Machistas, não passarão!
Não ao voto em ‘golpista’, FMFi reafirma seu compromisso pela Democracia!

“(...) A violência baseada no gênero, não importando a forma como se apresenta, é uma violação dos direitos humanos passível de condenação por todos os estados-parte da Declaração de Genebra. O Brasil como signatário dessa declaração, obriga-se a cumpri-la e sua política nacional deve ser pautada pelos seus fundamentos.
Portanto, o FMFi - Fórum de Mulheres no Fisco conclama toda a sociedade a repudiar toda e qualquer atitude, machista, homofóbica e preconceituosa que ponha em risco a harmonia entre homens e mulheres, independente de etnia, classe social ou condição.”


#VaiTerLuta #VemPraDemocracia #SaiTemer #FicaPrevidência

FMFi – Fórum de Mulheres no Fisco

Em busca da equidade e na Luta pela Democracia!

*FMFi assina a carta a representantes de governo do Estado do Ceará e capital Fortaleza

CARTA DOS MOVIMENTOS FEMINISTAS E DE MULHERES DO CEARÁ AO GOVERNADOR DO ESTADO, À ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO CEARÁ, AO PREFEITO DE FORTALEZA E À CÂMARA MUNICIPAL DE FORTALEZA